Home

Gostaria de saber tuuudo acerca colostomia urgentemente!!!!?

3 respostas

  • Publicada em 2008-04-10 por Anónimo

    Trocando em miudos o que já foi cientificamente esclarecido por alguém que também respondeu a sua pergunta, colostomia consiste na amputação do reto, parcial ou totalidade, devido principalmente ao cancro, onde a pessoa passa a defecar numa pequena bolsa de plástico que é acoplada, quase sempre em seu ventre grave.

    Digo isto, porque minha mãe há vinte anos teve um cancro no reto e precisou fazer esta cirurgia. No primórdio ela precisou ser assistida por um psicologo, porém aos poucos vou superando e dois anos depois, já estava com uma cabeça boa, pois entendeu que o melhor de tudo era ESTAR VIVA.

    Em alguns casos a colostomia é reversiva depois de alguns tempos. No caso de minha mãe, infelizmente, foi definitiva.

  • Publicada em 2008-04-10 por Anónimo

    Colostomia é a lisura da parede cólica e exteriorizada através da parede abdominal, por onde passa a ser eliminados os gases e as fezes.

    Indicações

      * ramal do trânsito fecal em intervenções cirúrgicas para tratamento de ferimentos anorretocólicos;
      * meandro do trânsito fecal quando há obstruções do cólon terminal ocasionados por imperfuração anal, neoplasias ou processos inflamatórios (doença de Crohn, retocolite ulcerativa etc.);
      * porquê paliativo nos casos de neoplasia inoperável do cólon distal com obstrução do mesmo;
      * amputação abdominoperineal do reto;
      * fístulas reto-vaginais;
      * perfurações não traumáticas de segmentos cólicos, porquê na diverticulite;
      * lesões perineais extensas porquê na síndrome de Fournier.

    O segmento do cólon a ser exteriorizado depende do sítio comprometido do tripa, do tipo de afecção, da cirurgia, das condições clínicas do doente e da preferência do cirurgião.

    Diferentes partes do tripa podem se prestar a este tipo de cirurgia, desde o íleo. todavia, quanto mais superior, pior é a digestão e a aspiração de chuva e nutrientes. Os segmentos mais freqüentemente utilizados, em virtude da mobilidade de seu mesentério, são a porção proximal do cólon transverso, o mais perto verosímil do ângulo hepático (mas não neste, para se evitara protrusão de um saco de cólon remanescente) e a porção livre do sigmóide. As colostomias podem ainda ser feitas no ceco, na posição do apêndice ou em outros locais.

    A boca da colostomia pode ser terminal (na amputação do reto, por exemplo) ou lateral (na parede do cólon transverso). A colostomia pode ainda ser provisória ou definitiva. Pode ser feita a eversão da borda do coto cólico exteriorizado (maturação precoce) ou não (maturação tardia).

    Quando a colostomia for realizada eletivamente, o cólon deve estar pronto segundo os conceitos vigentes, de combinação com as condições do doente e com a afecção presente.

    Complicações

    Embora as colostomias sejam procedimentos cirúrgicos relativamente simples,

  • Publicada em 2008-04-10 por Anónimo

    se vc quer tudo lá vai….

    Colostomia é a sinceridade da parede cólica e exteriorizada através da parede abdominal, por onde passa a ser eliminados os gases e as fezes.

    Indicações

    meandro do trânsito fecal em intervenções cirúrgicas para tratamento de ferimentos anorretocólicos;
    ramal do trânsito fecal quando há obstruções do cólon terminal ocasionados por imperfuração anal, neoplasias ou processos inflamatórios (doença de Crohn, retocolite ulcerativa etc.);
    porquê paliativo nos casos de neoplasia inoperável do cólon distal com obstrução do mesmo;
    amputação abdominoperineal do reto;
    fístulas reto-vaginais;
    perfurações não traumáticas de segmentos cólicos, porquê na diverticulite;
    lesões perineais extensas porquê na síndrome de Fournier.
    O segmento do cólon a ser exteriorizado depende do sítio comprometido do tripa, do tipo de afecção, da cirurgia, das condições clínicas do doente e da preferência do cirurgião.
    Diferentes partes do tripa podem se prestar a este tipo de cirurgia, desde o íleo. mas, quanto mais superior, pior é a digestão e a sucção de chuva e nutrientes. Os segmentos mais freqüentemente utilizados, em virtude da mobilidade de seu mesentério, são a porção proximal do cólon transverso, o mais perto verosímil do ângulo hepático (mas não neste, para se evitara protrusão de um saco de cólon remanescente) e a porção livre do sigmóide. As colostomias podem ainda ser feitas no ceco, na posição do apêndice ou em outros locais.

    A boca da colostomia pode ser terminal (na amputação do reto, por exemplo) ou lateral (na parede do cólon transverso). A colostomia pode ainda ser provisória ou definitiva. Pode ser feita a eversão da borda do coto cólico exteriorizado (maturação precoce) ou não (maturação tardia).

    Quando a colostomia for realizada eletivamente, o cólon deve estar prestes segundo os conceitos vigentes, de negócio com as condições do doente e com a afecção presente.

    Complicações

    Embora as colostomias sejam procedimentos cirúrgicos relativamente simples, aprese

Utilize o formulário para responder a esta pergunta